Adicionar Favoritos
 
 
voltar
Aftas: como prevenir
15/05/2018

Famosas por provocar incômodo e ardência, as aftas são um dos principais problemas de saúde bucal que existem e podem dificultar a ingestão de alimentos e até mesmo a fala.

As aftas, também conhecidas como estomatite aftosa recorrente, nada mais são do que uma resposta do próprio organismo a uma lesão pré-existente, caracterizada pela formação de úlceras, benignas e não contagiosas, na mucosa interna da boca.

Causas:

As causas específicas da afta ainda não são conhecidas, mas o seu surgimento pode ser atribuído a diversos fatores, como por exemplo:

  • Imunidade baixa;
  • Traumas locais, como mordidas acidentais;
  • Estresse psicológico ou problemas no sono, como poucas horas de descanso;
  • Helicobacter pylori, a mesma bactéria que causa úlcera gástrica;
  • Alguns alimentos, como café, chocolate e refrigerantes;
  • Tabagismo;
  • Problemas gastrintestinais, como Doença Celíaca, Doença de Crohn ou Síndrome de Behçet e refluxo gastroesofágico;
  • Deficiência de algumas vitaminas e minerais, como vitaminas do complexo B (B6, B9 e B12, principalmente), vitamina C, ferro e zinco;
  • Uso de alguns medicamentos, como anti-inflamatórios, rapamicina, metotrexato, atenolol e aspirina.

Prevenção:

Por conta de suas diversas possíveis causas, é difícil estabelecer uma estratégia totalmente eficaz contra as aftas. Contudo, algumas medidas podem ser tomadas para reduzir a sua recorrência, como:

  • Ter uma alimentação saudável e equilibrada;
  • Investir em fontes de vitaminas B e ferro (como folhas verdes escuras) na dieta, uma vez que esses nutrientes resguardam a mucosa interna da boca;
  • Dormir cerca de 8 horas por dia;
  • Beber bastante água;
  • Identificar fatores que desencadeiam o estresse e eliminá-los.

Tratamento:

As aftas menores, que são as mais comuns, geralmente não precisam de tratamento específico, já que elas desaparecem espontaneamente em até duas semanas.

Caso a pessoa esteja com muita dor ou dificuldade para ingerir alimentos ou falar, pode-se recorrer a algumas formas específicas de tratamento, que ajudam a aliviar o problema, como:

  • Bochechos (enxágues bucais);
  • Uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos (devidamente prescritos por um profissional);
  • Aplicação de pomadas específicas para aftas;
  • Uso medicamentos para reduzir a acidez do estômago (se as aftas tiverem a ver com algum problema gastrointestinal).

Caso as aftas permaneçam por mais de 2 semanas, o mais indicado é procurar um médico, pois, neste caso, podem ser sinais de problemas mais graves.



 
Leia também:
 
 
 
 
Prezado cliente, com a finalidade de que haja um aperfeiçoamento contínuo de nossos serviços, garantindo assim a sua satisfação, colabore conosco preenchendo este questionário, pois a sua sugestão é muito importante para nós.

» Saiba mais

 
 
Pré-agendamento
 
Quais os principais sintomas da Aterosclerose?

A aterosclerose é caracterizada pela formação de placas de gordura e tecido fibroso nas paredes internas das artérias, causando obstruções que impedem o fluxo sanguíneo. Trata-se da principal causa de infartos, acidentes vasculares e doença arterial periférica.

» Leia mais

 
8 alimentos que ajudam na digestão

Quem nunca sentiu aquele mal estar depois que comeu demais ou sofreu as dores de uma escolha errada no cardápio? Confira 8 alimentos que vão te ajudar a se livrar desse tipo de incômodo.

» Leia mais

 
 
 
Localização Avenida Getúlio Vargas, 854 e 844 – Ed. Meddi e Ed. Medical Service – 5º andar. 
Telefones: (75) 3603-5800 - E-mail: orientacaoidad@gmail.com
Tacitus Tecnologia
Todos os direitos reservados © 2018 - IDAD
Home      Histórico      Missão      Infraestrutura      Serviços      Especialidades      Preparos      Equipe      Convênios      Parcerias      Curriculum Vitae      Eventos      Fale Conosco
Equipe Preparos Eventos